Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/05/21 às 16h02 - Atualizado em 20/05/21 às 16h11

Transferência para a Reserva Remunerada

Missão Cumprida

 

A expressão Missão Cumprida é recorrente na carreira do Major Músico Marco Aurélio dos Santos, do Corpo de Bombeiros do DF.

 

Iniciou sua carreira no Batalhão da Guarda Presidencial (BGP) em janeiro de 1991, no concurso para músico, após o período de recrutamento foi promovido a Cabo músico do Exército Brasileiro, em agosto 1992 fez concurso para 3º SGT músico do CBMDF sendo incorporado em 08/10/1992.

 

Após 10 anos de serviço, foi requisitado em 2002 para trabalhar na Casa Militar, e a partir deste momento foi se destacando, a disposição da Secretaria de Governo começou a fazer cursos e trabalhar na parte administrativa do GDF, onde fez cursos de pregoeiro pela negócios públicos, pregoeiro pelo Ministério da fazenda, e Elo consultoria e em 2007 retornou ao CBMDF.

 

Logo foi convidado pelo então Comandante-geral Coronel Anício indicado pelo Diretor de Apoio Logístico Cel Gabriel para trabalhar na central de compras do GDF (Secretaria de Planejamento), dando apoio as compras do CBMDF, ficando então a disposição daquele órgão como suporte técnico aos pregões de todo GDF, onde fez mais cursos, entre eles de licitação internacional, obras e engenharia e participou da criação do sistema e-compras e suporte até 2009, ao pedir para voltar para a banda, foi novamente indicado pelo Coronel Carlos Sobrinho para trabalhar na DICOA por onde ficou até 2010.

 

No início do governo Agnelo foi novamente requisitado para trabalhar na Casa Militar, mas desta vez com os contratos de telefonia fixa e móvel, ficando até 2012 quando foi para assessoria do Deputado Dr Michel (ajudante de ordens dele) isso até 2015, quando Dr Michel foi para o TCDF e após ele retornar para o CBMDF, ficou alguns meses na Banda de Música e foi ser o secretario do CECOM com o Cel Alan e após o TC David, saindo para fazer o CAO em 2018 e (tem orgulho de ter defendido um curso de Maestro para a banda de Música que está em andamento na DIREN). Com a conclusão do curso, foi novamente nomeado para a Casa Militar onde ficou até sua reforma.

 

Recebeu diversas medalhas, mas a mais importante acho que é a Medalha Tiradentes da coirmã PMDF.

 

Ao ser transferido para a Reserva Remunerada do CBMDF, o Major Marco deve levar consigo, após trinta anos de serviço, a certeza do dever cumprido.

 

Major Marco sempre foi meio elétrico e esteve pronto para cumprir o seu dever em qualquer ocasião, e o fez, e o colocou por diversas vezes acima de seu bem-estar e interesses pessoais. Foram 30 anos de sua vida dedicados para que o serviço administrativo melhorasse.

 

Obrigado por seus serviços!

 

À sua família, obrigado por seu apoio!

 

Como colocou em sua monografia ele é assim:

 

“Nós somos aquilo que fazemos repetidas vezes, repetidamente. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito”.  Aristóteles