Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/05/19 às 16h00 - Atualizado em 3/06/19 às 9h53

Solenidade de outorga da Medalha Sangue de Brasília – 2019

COMPARTILHAR

Aconteceu na tarde de 7 de maio de 2019 a solenidade de outorga da medalha Sangue de Brasília, no pátio do Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal.

Instituída no Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal por meio do Decreto nº 9.490 de 29 de maio de 1986, alterado pelo Decreto nº 25.964., de 22 de junho de 2005, a Medalha Sangue de Brasília destina-se a agraciar os bombeiros militares da ativa, da reserva remunerada ou reformados, feridos ou acidentados no exercício da missão profissional ou enfermidade contraída nessa situação, ou que nela tenha sua causa eficiente, bem como os militares das Forças Armadas ou das demais forças auxiliares e os civis que tenham recebido ferimentos ou sido acidentados em consequência de ação de salvamento, ou extinção de incêndio.

 

A história dos Heróis do Braço Forte

 

No dia 07 de maio de 1954, na Ilha de Braço Forte no Rio de Janeiro, aconteceu uma tragédia que marcou a história do Corpo de Bombeiros. 17 (dezessete) bravos soldados do fogo que foram acionados para atuar em um incêndio em depósito, após uma explosão, foram vitimados fatalmente. Além da morte dos dezessete, outros guerreiros ficaram feridos. As circunstâncias e o número de bombeiros vitimados são elementos que fazem daquele sete de maio, a pior das tragédias de toda nossa história, indiscutivelmente, elevando as vítimas a símbolo da nobreza da profissão de Bombeiro Militar que, em última análise, traduz-se nos adjetivos de coragem e dedicação. As mortes da Ilha de Braço Forte representam, portanto, a maior de todas as provas de devoção a uma profissão especialmente distinta.

Com a evolução da sociedade, a corporação amadureceu e se aprimorou, aumentou seu efetivo e adquiriu novos equipamentos e viaturas. Com tudo isso, nosso trabalho tornou-se mais seguro e técnico, porém, sem perder de vista o sagrado compromisso que um dia inspirou a composição de nosso hino, compromisso esse que se evidencia no trecho que diz:

“mas não temem da morte os bombeiros, quando ecoa o

alarme o sinal, ordenando voarem ligeiros, a vencer o vulcão infernal”.

Assim sendo, a Medalha Sangue de Brasília representa a mais profunda reverência à memória de todos os bravos guerreiros que perderam suas vidas ou sofreram consideravelmente para honrar o compromisso assumido perante a população.

 

AOS HERÓIS DO BRAÇO FORTE

 

VÓS NÃO MORRESTES, NÃO. TUDO EM VÓS VIBRA!
MUTILADOS OS CORPOS? POUCO IMPORTA.
NOS VOSSOS CORAÇÕES É ETERNA A AORTA,
GIGANTESCA MANGUEIRA QUE TRANSPORTA,
COMO UM JATO DE SANGUE, VOSSA FIBRA!

 

VIVEIS AINDA! NEM MILHÕES DE MORTE
VOS FARIAM TOMBAR NA VOSSA TRILHA,
PORQUE A OBRA DE DEUS É MARAVILHOSA:
SE BRAÇO FORTE FOI CHAMADA A ILHA,
SÃO VOSSOS BRAÇOS MUITO MAIS QUE FORTES!

 

DE ONDE ESTAIS, CONTEMPLAI: TUDO IMPONENTE,
DOR, MAS FORMOSA DOR QUE EXALTA E INFLAMA!
QUEM SABE, NAQUELE INSTANTE,

A CHAMA QUE VOS QUEIMOU NÃO QUIS LEMBRAR QUEM AMA,

NÃO FOI CHAMA DE AMOR A VOSSA GENTE?

 

Autor: Desconhecido.

 

Texto fornecido pelo CECOM do Corpo de Bombeiros Militar do DF. Matéria elaborada pela Ascom da Casa Militar.